É amplamente conhecido que o sexo é uma atividade prazerosa. E não poderia ser de outra forma, já que as relações sexuais trazem muitos benefícios para as pessoas. Mas, por outro lado, há também as lesões sexuais a considerar.

Primordialmente, o sexo reduz o estresse, proporciona bem-estar e até melhora a viscosidade da pele. Como? É simples… Ao fazer sexo, se ativa o sistema de recompensa do cérebro, que é responsável por produzir aquele intenso sentimento de prazer, e ao mesmo tempo se libera os hormônios da felicidade, que, como o nome sugere, são responsáveis por este sentimento.

Assim como, estudos mostram que pessoas sexualmente ativas são mais felizes e menos propensas a desenvolver certos tipos de doenças, tais como doenças coronarianas, por exemplo. Além disso, também foi demonstrado que os casais que fazem sexo freqüentemente tendem a permanecer juntos por mais tempo.

Entretanto, embora ninguém deva desistir do prazer, um pouco de cautela deve ser exercido. Isto porque o calor e a paixão do momento podem muitas vezes levar as pessoas a negligenciar seus corpos e se tornarem suscetíveis a lesões.

Em outras palavras, como qualquer atividade física, a prática sexual envolve preparação corporal dos envolvidos e, dependendo do lugar, da intensidade ou mesmo de fatores externos ao casal, isso pode levar a lesões sexuais em diferentes partes do corpo.

LEIA: Acompanhantes São Luís, Saíba tudo sobre elas

Acompanhantes em Teresina, como escolher as melhores.

Quais são as mais comuns durante o sexo?

1) Irritação e fricção da pele

Quem não teve ou conhece alguém que tenha tido partes do corpo como joelhos e cotovelos machucados ou mesmo feridos após uma sessão de sexo? Sobretudo a fricção do corpo nos lençóis, tapetes ou mesmo no piso pode causar danos nestas áreas onde a pele é tão delicada.

2) Cãibras 

Os espasmos são geralmente temporários e não causam problemas mais graves. Entretanto, uma pausa deve ser feita até que o músculo se recupere para não causar mais lesões como rigidez, que geralmente ocorre nas panturrilhas.

3) Hematomas

A intensidade da paixão pode deixar marcas… literalmente. As contusões são uma das lesões sexuais mais comuns, portanto, tenha cuidado. Uma carícia bruta ou mesmo uma mordida inocente no pescoço pode deixar manchas incômodas.

4) Tensão muscular por lesões sexuais

Frequentemente, movimentos repetitivos, durante um longo período de tempo, ou mesmo a prática de posições sexuais mais ousadas, podem causar fadiga. Portanto, é aconselhável estar atento aos limites do corpo e parar em caso de dor.

5) Lesões em órgãos íntimos

Tanto o pênis quanto a vagina precisam de um nível adequado de lubrificação para se protegerem de danos. A falta de umidade, seja pelo uso de substâncias erradas ou por falta de estímulo, pode levar a lesões sexuais durante a penetração e após a relação sexual. Os lubrificantes à base de água são os mais adequados para facilitar este processo. O mesmo se aplica ao ânus. Estas são áreas sensíveis que precisam de estimulação adequada para poder desfrutá-las sem arrependimentos posteriores.6) Ataques cardíacos

Como mencionado anteriormente, o sexo é uma atividade física e, portanto, pessoas com problemas cardíacos têm probabilidade de sofrer um infarto durante o ato. Igualmente, o uso de certos medicamentos, tais como estimulantes de ereção, por exemplo, pode aumentar ainda mais este risco. 

7) Lesões sexuais pelo uso inadequado de diferentes objetos  

Os hospitais têm recebido muitas pessoas com preservativos, produtos eróticos ou até mesmo alimentos presos em seus corpos. Portanto é preciso ter sempre em mente que certos materiais podem ser difíceis de remover ou mesmo inadequados para uso sexual. 

8) Lesões sexuais no pênis ou pênis “quebrado”

A fratura peniana não é tão comum quanto outras lesões, embora possa ocorrer. Fatores como a relação sexual em posição dominante, onde a mulher está em cima do homem, ou mesmo uma masturbação intensa, podem causar esta lesão. Isto pode ser muito desconfortável, com dor e uma mudança na cor do membro.

9) Quebrar ossos

Essas lesões sexuais são geralmente o resultado de uma queda ou golpe. Elas podem ser causadas por escorregamento ou mesmo por excesso de força na cama. 

Como se proteger de lesões sexuais

Constantemente, as lesões sexuais são causadas por fatores externos, tais como bater em um móvel ou cair da cama; no entanto, há muitas lesões que podem ser evitadas com cuidado e precaução. Como? Aumentando a consciência corporal própria e do parceiro sexual, compreendendo os limites um do outro e discutindo quaisquer pontos de desconforto, a fim de evitar lesões sexuais.

Simultaneamente, o uso de travesseiros para tornar certas posições mais confortáveis, o uso de lubrificante e evitar movimentos bruscos, também podem ajudar a prevenir lesões sexuais.

No final, é importante estar ciente dos perigos potenciais, proteger-se e aproveitar ao máximo o momento, pois é isso que todos querem quando se conectam sexualmente com alguém.